Crioterapia

crioterapia é o tratamento que usa baixas temperaturas para fins estéticos e terapêuticos na pele. Para isso, podem ser usados jatos de spray ou sondas previamente resfriadas.

Nesse tratamento pode ser usado gelo seco ou nitrogênio líquido em contato com a pele, chegando a temperaturas de 196 graus Celsius negativos. Também contam como crioterapias mais leves, cremes, géis e sprays que levem cânfora ou mentol em sua composição, causando um resfriamento onde serão aplicados.

Utiliza-se  a crioterapia na lesão de tecidos moles que incluem músculos, articulações, ligamentos, tendões, cartilagens, cápsulas articulares, meniscos. As lesões de tecidos moles podem ser causadas basicamente por sobrecarga repetitiva (uso excessivo) ou por traumatismo direto no local.

 

Tratamento com  crioterapia

 

Como crioterapia é um tratamento amplo, pode ser feito de diversas formas. Na estética, ela pode ser aplicada com cremes  feitos com cânfora e mentol, ou bandagens frias na pele.

Nos tratamentos terapêuticos, é feito em áreas específicas e depende da lesão encontrada. Lesões malignas precisam de um congelamento mais profundo, durando de um a dois minutos, enquanto lesões benignas podem ser submetidas ao tratamento por alguns segundos apenas.

Mas, por ser um procedimento não cirúrgico, não é possível enviar material para análise laboratorial e definir com exatidão se houve cura da lesão. Por isso, a crioterapia terapêutica está mais indicada para tumores menos agressivos.

 

Crioterapia utilizada no tratamento de lesões

 

A crioterapia é uma modalidade terapêutica utilizada no tratamento de lesões musculoesqueléticas agudas.

Aplicações de bolsas de gelo para o cuidado imediato de lesões agudas, massagens com gelo, criocinética (aplicações intermitentes de frio e exercícios ativos), crioestiramento (aplicações intermitentes de frio e alongamentos de tecidos moles), banhos em água fria (turbilhão frio ou imersão em balde de gelo derretido), criocirurgia. Todas essas técnicas encontram-se sob o leque da crioterapia e estão destinadas a cumprir diversos objetivos terapêuticos. Utilizadas para traumas agudos, subagudos, reabilitação e para diminuir desconforto após exercícios.

 

Contraindicações da Crioterapia

 

Contraindicações: circulação insuficiente, doença vascular periférica, hipersensibilidade ao frio, anestesia da pele, feridas abertas ou problemas de pele, infecção, síndrome de Raynaud.

Para obtermos um benefício de qualquer modalidade terapêutica, devemos entender as necessidades específicas do indivíduo a ser tratado e a resposta fisiológica à modalidade específica.

Existem muitas respostas fisiológicas quando o frio é aplicado ao corpo, muitas são benéficas, outras são prejudiciais, durante as várias fases de uma lesão esportiva. Devendo-se, portanto, antes da aplicação pedir orientação a um profissional especializado.

 

*Com informações dos sites: Minha Saúde e Dlk Sports

 

Mais Notícias

Bursite

https://traumatologiaesportiva.com.br/bursite/

Entorse de Tornozelo

https://traumatologiaesportiva.com.br/entorse-de-tornozelo/

Artrose

https://traumatologiaesportiva.com.br/artrose-desgaste-das-articulacoes/

Dor no Ombro

https://traumatologiaesportiva.com.br/dor-no-ombro-de-atletas/

 

Fisioterapia – Conheça algumas técnicas

                                              Conheça algumas técnicas da fisioterapia

 

A equipe de profissionais do Dr. Fábio Costa está sempre engajada na busca de novos métodos e tratamentos diferenciados que se adequém às atividades principais de seus pacientes, personalizando e respeitando as necessidades de cada um.

Buscando assim o restabelecimento precoce sem afastar o atleta de suas atividades esportivas. Realizar o restabelecimento do atleta usando a própria prática do esporte é o grande diferencial do serviço.

Atualização de técnicas como RPG, Treinamento do CORE, Taping são algumas das técnicas empregadas pelos nossos fisioterapeutas, objetivando o retorno precoce a atividade esportiva.

Os profissionais especializados em esportiva têm a tendência de utilizar o próprio gestual esportivo, com o objetivo de fazer uma reabilitação mais agradável ao atleta sem que ele perca o contato com seu esporte.

 

 Fisioterapia e o TFE -Treinamento Funcional Esportivo

 

Este tipo de tratamento visa dar continuidade ao tratamento fisioterapeutico tradicional ou iniciar um processo de prevenção de lesões e melhora do rendimento esportivo.

 Isso vale para quem já é atleta e para quem esta querendo deixar de ser sedentário. O treinamento tem como orientação a estabilização articular, melhorando a percepção corporal.

Tudo isso se dá com a utilização do gestual esportivo. Esse tipo de treinamento funciona como a fase final da reabilitação e transição deste para a atividade em academias de ginástica.

 

Fisioterapia e RPG

 

A Reeducação Postural Global é uma técnica criada na França em 1980, pelo fisioterapeuta Philippe E. Souchard,  para harmonizar a simetria postural do corpo humano, considerando as necessidades individuais de cada paciente.

 

 

Através de exercícios acompanhados por fisioterapeutas, o  método estimula a  correção da postura que envolvendo todas as cadeias musculares do corpo e  enfocando nos desvios posturais relacionados a dores e desconfortos

Indicações:

  • Ortopédico: pés planos e cavos, joelho valgo ou varo, joanetes, escoliose, dor cervical, dor dorsal, entre outros.
  • Neurológico: hérnia de disco e labirintite.
  • Reumatológico: artrites, artrose, bursite, tendinite, entre outros.
  • Respiratório: asma, bronquite, entre outros.
  • Somáticos: stress, distúrbios circulatórios e digestivos, entre outros.

 

 

Por: Dr. Fábio Costa

 

Mais Notícias

kinesio Taping

https://traumatologiaesportiva.com.br/kinesio-taping/

Crioterapia

https://traumatologiaesportiva.com.br/crioterapia/

Check-Up Esportivo

https://traumatologiaesportiva.com.br/check-up-esportivo/

PRP

https://traumatologiaesportiva.com.br/prp-a-revolucao-do-tratamento-em-traumatologia-e-ortopedia/

Lesões

A busca por uma vida mais saudável fez crescer o número de pessoas adeptas a corrida. Por ser um esporte de fácil acesso e que não requer muitos gastos, atinge diversos públicos.

Porém, como todo esporte, é preciso ter cuidado para evitar lesões oriundas dessa atividade. Por isso, separamos nesse artigo os principais tipos de lesões, prevenções e tratamentos para que você pratique a corrida e não tenha nenhum tipo de patologia.

 

Lesão: Fascite plantar

 

A Fascite Plantar é uma inflamação que lesiona o tecido da planta do pé. Esse tipo de patologia configura cerca de 20% das lesões, que acomete os corredores. Os fatores que desencadeiam esse tipo de lesão são: deformações no pé, ganho de peso e realizar atividade física de maneira errada e, sem o devido acompanhamento de um profissional.

Atenção! Você que tem fascite plantar, é importante que seja acompanhado por um ortopedista, para fazer o tratamento adequado e assim, diminuir as dores e acabar com a inflamação.

Tendão de Aquiles

 

O tendão de Aquiles é uma lesão bem comum entre corredores e idosos. Muitas dores e calcanhar sensível estão entre os principais sintomas.

Essa patologia está associada ao excesso de esforço, tênis errado para realizar a atividade e piso inadequado.

O tratamento da lesão  é feito por um especialista, que solicita exames de imagem, repouso, prescreve antiinflamatórios e analgésicos, sessões de fisioterapia, e em alguns casos, recomenda-se a cirurgia.

 

Canelite

 

A Canelite tem como principal característica: a dor na canela que acontece durante a atividade física, podendo durar até o final do treino, se não houver descanso.

Essa patologia é a inflamação dos músculos e tendões localizados próximo a tíbia. A prevenção da Canelite é simples, usar tênis ideal para corrida e fazer musculação, para deixar os músculos fortalecidos, diminuindo assim, o impacto sobre os ossos, tendões e articulações.

 

Lesão no menisco

 

Os meniscos ficam na região dos joelhos, entre a tíbia e o fêmur. Eles absorvem o impacto dos membros com o solo e protege a cartilagem do joelho. É importante ressaltar que os tênis inadequados causam lesão no menisco.

Entre os principais sintomas da lesão no menisco são: dor no joelho, fraqueza nas pernas e dificuldade para apoiar o pé no chão.

É preciso passar por um especialista para realizar o tratamento, que é feito com gelo, prescrição de analgésicos, uso de muletas e sessões de fisioterapia. Para casos mais graves, o médico poderá indicar cirurgia.

 

Lombalgia

 

A dor na lombar ou lombalgia é uma das principais reclamações entre os corredores. A prática da corrida é um exercício que depende da ação da musculatura do tronco, para mantê-lo dentro de uma postura correta. Com isso, se a atividade for feita de forma errada, o atleta terá dor nas costas.

 

*Com informações do site Minha Vida

 

Mais Notícias

Condromalacia Patelar

https://traumatologiaesportiva.com.br/condromalacia-patelar/

PRP

https://traumatologiaesportiva.com.br/prp-a-revolucao-do-tratamento-em-traumatologia-e-ortopedia/

Prática Esportiva

https://traumatologiaesportiva.com.br/pratica-esportiva/

Entorse,contusão e luxação

https://traumatologiaesportiva.com.br/entorse-contusao-e-luxacao/

Como Chegar?

Facebook
Instagram