Atividade Física

Praticar atividade física proporciona benefícios para indivíduo. O exercício físico é uma das principais medidas de prevenção de doenças cardíacas, controla o peso, auxilia na pressão arterial e do nível de açúcar no sangue, diminui o estresse e muito mais.

Ao extinguir o sedentarismo, o individuo diminui as chances de desenvolver doenças que são as principais causas de morte em nosso país como: infarto, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e câncer.

O sedentarismo no Brasil é um problema que tem chamado atenção. Pesquisas recentes apontam que os brasileiros gastam menos calorias por dia. Isso deixa claro porque o sedentarismo afetaria em logo prazo 70% das pessoas, mais que o tabagismo, hipertensão, diabetes e o colesterol. Assim, vemos como a atividade física é assunto de saúde pública.

 

Benefícios da atividade física

 

Exercícios físicos realizados de forma regular geram benefícios para o organismo, melhora a força, flexibilidade, fortalece ossos e articulações. Todos esses fatores ajudam na prevenção e controle de doenças, reduzindo assim, a mortalidade associada a elas.

 

 

No que se refere à saúde mental, a atividade física contribui para a melhora do fluxo sanguíneo para o cérebro, o que ajuda na capacidade de lidar com o estresse e auxilia na recuperação da auto-estima.

É importante salientar, que não é necessária a prática muito intensa de exercícios físicos, para garantir benefícios para a saúde. O mínimo de atividade física necessária para que se alcance esse objetivo, é uma média de 200 kcal/dia.

 

A escolha da atividade física

 

É importante que o indivíduo leve em consideração os seguintes fatores na escolha da atividade física ideal:

  • Preferência pessoal:  não adianta iniciar uma atividade se a pessoa não se sentir bem praticando determinada atividade física;
  • Aptidão necessária:alguns exercícios dependem de habilidades específicas;
  • Risco associado à atividade: alguns tipos de exercícios podem associar-se a alguns tipos de lesão.

 

Atividade física e o acompanhamento do profissional

 

A realização de qualquer atividade física deve ser indicada e acompanhada por um profissional qualificado como:

  • Médicos;
  • Fisioterapeutas;
  • Profissionais de educação física.

Além disso, é preciso adotar uma alimentação saudável, rica em verduras, frutas e fibras, dê preferência por carnes grelhadas, evite doces e hidrate-se.

A prática esportiva aumenta a longevidade, melhora o nível de energia, a disposição e a saúde de um modo geral. Afeta de maneira positiva o desempenho intelectual, o raciocínio e convívio social.

O que isso quer dizer? Há uma melhora significativa da sua qualidade de vida! O que precisamos ressaltar é o investimento contínuo no futuro, a partir do qual as pessoas devem buscar formas de se tornarem mais ativas no seu dia-a-dia. A palavra de ordem é MOVIMENTO.

 

 

*Com informações dos sites: Boa Saúde e Folha de São Paulo

 

 

Mais Notícias

Check-Up Esportivo

https://traumatologiaesportiva.com.br/check-up-esportivo/

Crioterapia

https://traumatologiaesportiva.com.br/crioterapia/

Lesão Muscular

https://traumatologiaesportiva.com.br/lesao-muscular/

Musculação x perda de peso

https://traumatologiaesportiva.com.br/musculacao-perda-de-peso/

MMA para Crianças

                                                           Benefícios do MMA para crianças

 

O exercício físico deve começar na infância. o  MMA tem ganhado adeptos do público infantil, é uma prática bem orientada, que respeita o controle lúdico e, os limites da criança, trazendo benefícios inigualáveis. MMA para crianças não só pode como deve!

Em minhas viagens acompanhando atletas de MMA tive a oportunidade de conhecer diversos profissionais que trabalham com crianças dentre eles, me impressionei com o programa Cardio MMA Kids,  que Diogo Souza Preparador Físico de Alto Rendimento, Especializado em Exercício Físico Aplicado a Reabilitação Cardíaca e, a Grupos Especiais, me mostrou e pedi que ele falasse um pouco aqui.

 

 

MMA: Benefícios para saúde

 

A regularidade da prática de exercícios físicos, quando realizada sob a supervisão de um profissional, pode proporcionar inúmeros benefícios para seus praticantes. Dentre eles, podemos destacar:

  • Controle ou redução do peso corporal;
  • Melhora do sistema cardiovascular e cardiorrespiratório;
  • Ajuda na prevenção e reabilitação de lesões;
  • Tem a possibilidade de desenvolver inúmeras capacidades físicas como: Força, Potência, Velocidade, Resistência, Agilidade e Flexibilidade.

Ao descrevermos os benefícios acima, parece termos em mãos uma fórmula simples para uma vida ativa e saudável, mas a nossa realidade, infelizmente, ainda é outra.

O número de pessoas sedentárias ainda é alto, e cada vez mais, devemos criar alternativas para reverter esta situação.

Trabalho com treinamento esportivo há mais oito anos, e pude notar, que independente ,do objetivo de cada individuo, do bem-estar ao alto rendimento, é necessário construirmos um lastro de treinamento, para fortalecermos e estruturarmos o corpo humano, e esta prática deve começar desde a infância.

 

Programa Cardio MMA Kids

 

Com a implantação do Programa Cardio MMA Kids em academias, clubes esportivos e studios de treinamento e a formação de uma equipe composta por profissionais de educação física, que tenham graduação e experiência em alguma arte marcial, pudemos levar as pessoas, um maior contato com a preparação física de alto rendimento para atletas de MMA.

Dentro do cronograma semanal parte do tempo é reservada para a preparação física de alto rendimento com atletas de MMA, Jiu Jitsu e Grappling.

O que esses praticantes têm em comum com a preparação dos atletas de alto rendimento? Muito. Encontramos fãs do MMA em todas as faixas etárias, mas em muitos casos, tiveram experiências mal sucedidas em um primeiro contato com a arte marcial e, por sua vez, abandonaram a prática de maneira precoce.

E quando trabalhamos com seriedade, como é o caso de muitos profissionais que conheço, podemos pensar em reverter os números do sedentarismo. Uma das curiosidades que justifica a definição acima é quanto à população do Cardio MMA private.

Boa parte dos praticantes estão na terceira idade e necessitam de um trabalho preventivo ou com foco em reabilitação. O acompanhamento do treinamento delas é feito de forma multidisciplinar, e o contato com neurologistas, ortopedistas, entre outros, é feito continuamente.

 

 

*Por: Diogo Souza, Preparador Físico de Alto Rendimento.

 

 

Mais Notícias

MMA é um esporte violento ?

https://traumatologiaesportiva.com.br/mma-e-um-esporte-violento/

Check-Up Esportivo

https://traumatologiaesportiva.com.br/check-up-esportivo/

Prática Esportiva

https://traumatologiaesportiva.com.br/pratica-esportiva/

Atividade Física

https://traumatologiaesportiva.com.br/atividade-fisica/

MMA é um esporte Violento ?

     MMA é um esporte violento? Se praticado de forma correta, não apresenta ricos para o atleta

 

MMA é um esporte violento ? MMA (sigla em inglês para Mixed Martial Arts – artes marciais mistas) tem muitos adeptos no Brasil. Contudo, a prática do MMA gera muita polêmica por causa das lesões provocadas durante a luta, algumas pessoas consideram o esporte muito violento.

Especialistas alegam que se praticado de forma correta, o MMA não apresenta ricos para o atleta “Esse é um esporte de contato e impacto, porém, se bem praticado, ele não oferece mais riscos do que a prática de esportes como o futebol”, defende o ortopedista Fábio Costa, da Confederação Brasileira de Artes Marciais Mistas.

 

MMA: Restrições

 

Quando o assunto é MMA as restrições para a prática dependem muito do caso. Segundo Jomar Souza, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (Sbmee), o MMA não é muito recomendado para adolescentes, que por estarem em crescimento ainda possuem pontos mais frágeis na estrutura óssea, e pessoas acima dos 45 anos, que têm mais facilidade para desenvolver problemas nas cartilagens e articulações.

No entanto, isso não significa que essa prática seja proibida para essas pessoas. “Assim como em qualquer atividade física, antes de iniciar um treinamento de MMA a pessoa deve passar por uma avaliação médica, física e nutricional. Dessa forma, vai saber quais são os limites do próprio corpo e poderá detectar e prevenir futuras lesões”, explica Costa.

Outro cuidado essencial para a prática segura do MMA é contar com uma orientação especializada. “Sempre prefira profissionais, que além de especializados nas artes marciais mistas, ainda tenham uma formação em educação física. O instrutor graduado tem mais conhecimentos para garantir a segurança da prática para que sua busca por uma vida mais saudável não se torne um problema para sua saúde”, indica Souza.

 

Prevenção de Lesões no MMA

 

Durante o treinamento de MMA o atleta é coberto por diversas proteções, para que não corra tantos riscos de se machucar. “O risco de dano cerebral causado pelo boxe é sete vezes maior do que o do MMA, pois neste segundo esporte, a exposição do lutador é menor”, afirma Costa.

Esse esporte antigamente era conhecido como vale tudo, mas atualmente já possui várias regras que diminuíram a conotação de violência. De acordo com Souza, a prática não profissional do MMA também oferece risco de lesão. Porém, por ser feita em um ambiente controlado com o objetivo de melhorar a qualidade de vida, não chega a causar danos sérios, como acontece em campeonatos. “Nesses casos, é melhor evitar golpes na região da cabeça e abdômen, que são os mais perigosos”, afirma ele.

 

Benefícios  da prática do MMA

 

Se seu objetivo não é se tornar um lutador, o MMA pode ser uma ótima forma de ganhar força, resistência e perder peso. “Durante o treino o aluno faz movimentos em pé, sentado e deitado e acaba trabalhando o corpo de uma forma mais ampla”, afirma Costa.

 

 

Outra vantagem, é que o MMA é um esporte considerado funcional, pois exige que o praticante realize movimentos que usa realmente no cotidiano, ao levantar uma caixa pesada e colocá-la em outro local, por exemplo.

De acordo com Souza, a prática do MMA, assim como de outras lutas, é uma boa opção para quem procura uma atividade para aliviar o estresse. Esse esporte, como o próprio nome indica, é uma mistura de lutas como muay thai, kickboxing, jiu jitsu.

“As artes marciais estão inseridas no MMA, assim como suas filosofias. Por isso, se bem praticada, também trabalha o equilíbrio, o autocontrole, capacidade de autodefesa, disciplina e a capacidade de canalizar a agressividade”, explica Costa. De acordo com ele, o MMA ainda estimula o desenvolvimento mental, pois, além do trabalho físico, o atleta precisa desenvolver uma estratégia escolhendo a melhor forma de aplicar as técnicas conhecidas para derrotar o oponente.

 

*Com Informações do site Terra – Roberta Figueira.

 

Mais Notícias

Lesão Muscular

https://traumatologiaesportiva.com.br/lesao-muscular/

O que é fratura ?

https://traumatologiaesportiva.com.br/o-que-e-fratura/

Entorse,contusão e luxação

https://traumatologiaesportiva.com.br/entorse-contusao-e-luxacao/

Contusões

https://traumatologiaesportiva.com.br/contusoes/

MMA

                      As artes marciais mistas, mais conhecidas pela sigla MMA são artes marciais

 

Quando em 2004 fui convidado pelo professor Luís Dorea para ser medico de sua equipe na academia Champion não imaginava que aquela luta em que “valia tudo” iria se tornar um dos esportes mais competitivos e assistidos do mundo.

O MMA (Mixed Marcial Arts) hoje é o segundo esporte mais assistido do Brasil, e claro que tudo que é novo traz em si algumas desconfianças. Sendo o MMA a bola da vez, os críticos  pregam de que ele é um esporte muito agressivo, chegando ao cúmulo de alguns dizerem que nem esporte ele devia ser considerado.

Só mesmo desconhecendo os bastidores e as regras deste esporte se pode imaginar que ele não seja em sua magnitude o esporte do século. Suas regras, seus limites são muito bem especificados, tornando-o um esporte absolutamente seguro e regular. Milenarmente, se assim posso falar, os homens já se digladiavam, antes sem regras, mas como tudo no mundo e na historia evolui, chegamos ao atual MMA.

 

Lesões específicas do  MMA

 

Como todo esporte ele tem suas lesões especificas e em função de boa parte destas lesões acontecerem na face, isso, às vezes, assusta aos expectadores. Me perguntaram se achava o esporte agressivo, e minha resposta foi categórica: Não! Explico por que: para que eu possa julgar a  agressividade de qualquer coisa, até mesmo de um esporte tenho que me basear em dados e comparações.

Na última década venho atuando junto ao futebol onde sou Médico do Esporte Clube Bahia, se considerar apenas de 2006 para cá e comparar o futebol com MMA, posso trazer um dado alarmante. No time do Bahia realizei mais de 30 cirurgias em função das mais diversas lesões: joelho, tornozelo, antebraço, ombro. Já na equipe do professor Dorea, não foram mais do que 05. Olha que a equipe é muito grande.

 

Lesões sofridas por Júnior Cigano

 

Dentre esses pacientes pude acompanhar Júnior dos Santos “Cigano”, nosso Campeão mundial, desde o momento de sua lesão 12 dias antes de disputar o título mundial. Quando o examinei ainda deitado no Tatame tive a certeza da lesão do menisco e para tranquilizá-lo listei os jogadores de futebol que tinham sofrido lesões semelhantes no ano anterior.

Isso foi o mais interessante, pois, rapidamente listei 05 atletas. Assim pude perceber o quanto agressivo é o futebol. Sorte termos meu colega Arivan Gomes, fisioterapeuta esportivo por perto e deu assistência imediata ao Júnior.

Claro que ao ver uma  laceração (corte) na face com sangramento esta assusta muita mais, mas o fato de assustar não significa que o esporte seja mais agressivo.

 

Lesão: MMA x Futebol

 

Comparar o MMA com o Futebol Americano, por exemplo, é como fazer uma luta de Davi com Golias, o futebol Americano lesiona  mais que o MMA e retira atletas de carreira profissional muito mais constantemente e é muito menos criticado. A verdade é toda vez que se retrata um esporte de “luta” a agressividade vem à tona, pois todos imaginam uma disputa pessoal e sangrenta.

Também seria demagogia de minha parte falar que o MMA é inofensivo, claro que não. Hoje uma estatística feita por mim, em mais de 20 eventos de MMA, onde coordenei o departamento Médico aqui na Bahia, mostrou que 66% das lesões foram cortes, 24% contusões e 10% entorses, onde envolviam as chaves de braço, de joelho, de tornozelo e outras.

E sempre o que mais choca são  aquelas contusões na face onde se forma um grande hematoma deformando o rosto do atleta. Claro que são lesões desagradáveis de se ver, mas são lesões, na sua grande maioria, superficiais de fácil tratamento onde muitas vezes apenas o gelo é o tratamento indicado.

 

MMA: Traumatologia Esportiva

 

O que vemos é que  ao se tornar atleta seja qual for o esporte temos em mente não se ele vai se lesionar , mas sim quando. As lesões esportivas são tão frequentes que hoje virou uma sub especialidade da ortopedia, chamada Traumatologia Esportiva.

 

 

Atleta na essência da palavra, que não quer se lesionar deve procurar o Xadrez ou dama como esporte, pois, nestes sim, as lesões inexistem. Ou melhor, eles podem desenvolver LER, lesões por esforço repetitivo.

Brincadeiras a parte, o MMA vem se tornando cada vez mais, um esporte competitivo e os treinos são cada vez mais intensos. O que vejo é que estatisticamente a maior parte das lesões não ocorre em eventos oficiais, mas sim, no próprio treinamento do lutador.

 

Proteção nos Treinos de MMA

 

Hoje o que não se pode, é negligenciar os treinos, pois, além de uma equipe preparada com os devidos equipamentos de segurança, a proteção nos treinos é fundamental. Grandes marcas mundiais como  Everlast, Pretorian tem investido em equipamentos cada vez mais seguros que minimizam esses riscos, cabe ao esportista, procurar profissionais que tenham capacidade, formação e infraestrutura para  treinar.

Outra grande mudança que vem ocorrendo são as alterações das regras o que torna cada vez mais seguro a pratica e a competição deste esporte.

Fazendo um paralelo com o futebol, quando eu era menino, lembro que não era obrigatório o uso de “caneleira” já hoje nenhum jogador entra em campo sem. No MMA não é diferente, mas por ser mais novo que o futebol suas regras estão sendo ainda formadas.

A criação da Confederação Brasileira de MMA vais ser um grande passo neste sentido. Em conversa com Carlão Barreto, que Junto com Mario Yamasaki vem encabeçando este projeto, tive a certeza de que esta será mais uma vitória do MMA no combate a violência desleal.

 

UFC: Plano de Saúde para Atletas

 

O UFC, maior evento de MMA do mundo ainda demonstrou uma preocupação especial em relação a seus atletas e criou um plano de saúde com seguro que cobre o tratamento desses atletas.

Agora vá você ser atleta de futebol, dependerá muitas vezes da boa vontade dos médicos do clube, a maioria dos clubes de futebol do Brasil não tem um seguro de saúde para seus atletas.

Não quero aqui criticar o futebol, mas mostrar como o MMA vem se espelhando nos esportes de maior sucesso, para prolongar a vida esportiva de seu atletas.

Hoje grandes nomes do MMA mundial como Minotauro, tem sua Fisioterapeuta (Dra Angela Cortes) e Fisiologista (Pavanelli). Aqui na Bahia temos implantado essa cultura nos atletas, junto com o Fisiologista Alexandre Dortas. Damos assistência a diversos atletas no intuito de promover saúde e prevenir as lesões.

Vejo um esporte promissor que aliado com grandes treinadores, proteções corretas, regras claras e atletas conscientes, teremos cada vez menos lesões, até mesmo aquelas que tanto impressionam.

Sou carateca ha 30 anos, pratico boxe há 10 e  fã do MMA, como médico, sinto muito mais seguro de indicar a meu filho, Bruno de 6 anos, a prática deste esporte do que o futebol, pois, nesses poucos anos de vida dele, já o vi quebrar um dedo do pé, jogando futebol, torcer o tornozelo e perder duas unhas e no MMA a única dor dele foi quando, para não se machucar, teve que bater 3 vezes no chão pedindo para parar. Doeu, mas foi um bela lição de humildade.

 

Por: Dr. Fábio Costa

 

Mais Notícias

MMA é um esporte violento ?

https://traumatologiaesportiva.com.br/mma-e-um-esporte-violento/

Check-Up Esportivo

https://traumatologiaesportiva.com.br/check-up-esportivo/

MMA para crianças

https://traumatologiaesportiva.com.br/mma-para-criancas/

Dor no Ombro

https://traumatologiaesportiva.com.br/dor-no-ombro-de-atletas/

Como Chegar?

Facebook
Instagram