• Categoria Imprensa | 18/02/2014

    Lesão no pé esquerdo: Diagnóstico dá mais motivos para Machida comemorar

    POSTADO POR Fabio Costa

    Além de vencer o iraniano — radicado na Holanda — Gegard Mousasie se credenciar para a disputa de cinturão dos pesos-médios (até 83,9kg) do UFC, o baiano — radicado no Pará — Lyoto “The Dragon” Machida, tem mais um motivo para comemorar.

    A lesão que o atleta sofreu no pé esquerdo, durante um chute no joelho do oponente, no terceiro round  do  UFC Fight Night no Combate: Machida x Mousasi, em Jaguará do Sul (SC), no dia 15 de fevereiro, foi mais simples do que se pensava.

    Machida encara o vencedor da peleja entre Chris Weidman e Vitor Belfort para tentar conquistar sua segunda cinta no UFC.

    Machida encara o vencedor entre Weidman e Belfort para tentar sua segunda cinta no UFC

    A princípio, a hipótese era de uma fratura, porém, após a realização de um exame de raio-x, foi constatado integridade óssea de pé esquerdo. O diagnóstico é de uma contusão — trauma por lesão direta, onde as partes moles (tendões e vasos) são comprometidas, mas sem gravidade.

    Segundo um dos médicos do UFC no Brasil, o baiano e ortopedista Fábio Costa, o edema (inchaço) ocorre como resposta ao trauma, e o tratamento inicial é a crioterapia (gelo) e fisioterapia.

    “Conversei com o médico responsável pelo diagnóstico do Lyoto, e é uma lesão simples. No início ele vai ficar sem pisar no chão, mas deve retornar as atividades entre 15 e 21 dias. Sem desdobramentos após esse período”, detalha Fábio.

    Além da espera para a sua recuperação, The Dragon aguarda pelo dia 24 de maio, data do UFC 173, evento no qual Chris Weidman coloca o cinturão dos médios em disputa contra Vitor BelfortMachida encara o vencedor da peleja para tentar conquistar sua segunda cinta no Ultimate

    postado pelo site parceiro: www.mmabahia.com.br