• Categoria Dicas | 27/04/2011

    Saltos altos podem causar lesões em joelho e coluna

    POSTADO POR admin

    Sempre esteve na moda, mas é um verdadeiro perigo para a saúde das pernas e pés femininos. Cerca de 60% das mulheres que procuram os consultórios ortopédicos apresentam lesões no joelho em decorrência do uso indiscriminado dos saltos altos. Especialista em joelho, o medico Fábio Costa alerta para os riscos que as mulheres correm  quando colocam no pé sapatos, sandálias, tamancos de saltos elevados, seja do tipo plataforma, agulha, ou mesmo Anabela. Ele explica que “o salto alto leva a uma mudança no centro de gravidade do corpo , que é deslocado para frente. Com essa mudança a pessoa é submetida a variações e posições não anatômicas” . O médico acrescenta ainda que essas mudanças não só afetam o joelho como também a coluna que passa a ser submetidas a uma curvatura exagerada levando às dores lombares tão comuns. Outra região acometida é a planta do pé que devido a este desvio recebe a carga do corpo na região anterior do mesmo.

    A elegância que a maioria das mulheres não consegue dispensar constitui um poço de problemas para os membros inferiores. Segundo Dr. Fábio Costa, com o salto alto o pé fica na posição eqüina (para baixo), o que leva  a um encurtamento da musculatura da panturrilha, conhecida como “batata da perna”. O especialista diz que a situação pode se agravar com o passar do tempo, tornando insuportável o uso de sapato sem salto. “a perna acostuma com a posição de encurtamento daí o alongamento que o uso de sapatos sem salto leva torna-se doloroso”. Outra patologia que o especialista aponta em relação à moda do uso de salto alto é que ela provoca um aumento da pressão da rótula (patela) contra o Fêmur (osso da coxa). Isso pode acarretar fortes dores da face anterior do joelho, limitando inclusive para prática de esportes.

    Fábio Costa afirma que importante a mulher cuidar da saúde das pernas, joelhos e pés. O médico garante que para caso a um tratamento adequado, com medidas simples e eficazes. No caso das dores de coluna o tratamento pode estar em uso associado de antiinflamatórios, calor local (bolsa de água quente) e principalmente exercícios físicos para fortalecer a musculatura abdominal. O ortopedista ressalta que a dores do joelho podem ser multifatoriais e devem, assim como todas as outras, serem avaliadas por um médico.

    “A verdade é que prevenir as lesões é que é o mais importante e muitas vezes isso é conseguido com uma simples prática de exercícios e uma boa orientação médica. Não devemos esperar uma lesão acontecer para tratarmos dela, prevenção é a palavra chave”.

    Dr. Fábio Costa