• Categoria Fisioterapia | 13/07/2015
    image2

    Tendinite Patelar

    POSTADO POR Fabio Costa

    Sempre procuro trazer matérias sobre lesões de interesse dos atletas e achei esse tema pertinente pela periodicidade que vejo no consultório.
    O que é a tendinite patelar? 
    O tendão patelar está localizado bem abaixo da patela e faz a ligação entre ela e o osso da perna (tíbia).  A tendinite patelar, também, chamada de “joelho de saltador”, é a inflamação deste tendão, causando dor nesta região.
    image1

    Como ocorre?

    A atividade que mais causa a tendinite patelar é o salto realizado excessivamente. ou exercício com arrancadas. Outras atividades que podem causar a tendinite patelar, quando realizadas repetidamente, são: correr, caminhar e andar de bicicleta. Todas essas atividades causam estresse no tendão patelar, podendo levar à inflamação.

    Tendinite patelar também pode ocorrer em pessoas que possuem um desalinhamento dos membros inferiores, como: quadris largos, joelhos valgos ou pés com arcos que se chocam quando você corre ou anda (pé chato), condição que se chama pronação acentuada.

    Quais são os sintomas?

    • Dor e sensibilidade ao redor do tendão patelar.

    • Edema no joelho ou onde o tendão patelar se conecta ao osso da perna.

    • Dor ao saltar, correr ou caminhar, especialmente ladeira ou escada abaixo.

    • Dor ao dobrar ou esticar a perna.

    • Sensibilidade na parte de trás da patela.

    image4Como é diagnosticada?

    O médico examinará o joelho procurando por sensibilidade no tendão patelar. Ele pode pedir para o paciente correr, saltar ou agachar para saber se esses exercícios causam dor.

    Os pés serão examinados para descobrir se há pronação acentuada.

    exite uma dor na parte inferior da patela que é caracteristica desta patologia

    O médico poderá pedir raios-x do joelho, mas o exame de imagem que mais define a doença é a Ressonancia Magnética.

    Como é tratada?

    • Aplicação de compressas de gelo sobre a área por 8 minutos, seguidos de 3 minutos sem gelo, repetindo até completar o ciclo total de 30 minutos, por 3 ou 4 dias ou até que a dor desapareça.

    • Uso de medicamentos antiinflamatórios, prescritos pelo médico.

    image3• Uso de uma faixa para ser colocada sobre o tendão patelar, chamada tira-infra-patelar. A tira irá amparar o tendão patelar visando evitar desgaste e dor nele.

    • Uso de suportes para o arco, feitos sob medida, em caso de pronação acentuada.

    Durante a recuperação da lesão, o esporte ou a atividade, anteriormente praticados, devem ser mudados para outros que melhorem
    a condição. Por exemplo: Nadar ao invés de jogar basquete.

     

     

    Quando retornar ao esporte ou à atividade ?

    O objetivo da reabilitação é que o retorno do paciente ao esporte ou à atividade aconteça o mais breve e seguramente possível. O retorno precoce poderá agravar a lesão, o que pode levar a um dano permanente.

    Todos se recuperam de lesões em velocidades diferentes e, por isso, para retornar ao esporte ou à atividade, não existe um tempo exato, mas quanto antes o médico for consultado, melhor.

    O retorno ao esporte acontecerá, seguramente, quando o paciente:

    • Puder dobrar e esticar totalmente o joelho, sem sentir dor.

    • Possuir total força da perna lesionada, em comparação à outra perna.

    • Não possuir mais edema no joelho.

    • Puder correr em linha reta, sem sentir dor ou mancar.

    • Puder correr em linha reta a toda velocidade, sem mancar.

    • Puder fazer viradas bruscas a 45º.

    • Puder fazer viradas bruscas a 90º.

    • Puder correr fazendo o “8” de 18 metros.

    • Puder correr fazendo o “8” de 9 metros.

    • Puder pular com ambas as pernas e depois somente com a perna lesionada, sem sentir dor.

    Como evitá-la?

    A tendinite patelar é comumente causada por desgaste durante atividades como salto ou corrida. A melhor maneira de evitá-la é possuir fortes músculos nas coxas e um bom alongamento das pernas.

    Exercícios de reabilitação da tendinite patelar:

    Os exercícios a seguir são apenas um guia de tratamento básico, por isso o paciente deve fazer a reabilitação acompanhado de um fisioterapeuta, para que o programa seja personalizado.

    Desde já Fica o agradecimento a Clinica Deckers em São Paulo, sem dúvida uma referencia no Brasil