Crioterapia

Postado por Dr.Fábio Costa

                               A crioterapia utiliza o frio para tratar reações inflamatórias e traumáticas

 

crioterapia é o tratamento que usa baixas temperaturas para fins estéticos e terapêuticos na pele. Para isso, podem ser usados jatos de spray ou sondas previamente resfriadas.

Nesse tratamento pode ser usado gelo seco ou nitrogênio líquido em contato com a pele, chegando a temperaturas de 196 graus Celsius negativos. Também contam como crioterapias mais leves, cremes, géis e sprays que levem cânfora ou mentol em sua composição, causando um resfriamento onde serão aplicados.

Utiliza-se  a crioterapia na lesão de tecidos moles que incluem músculos, articulações, ligamentos, tendões, cartilagens, cápsulas articulares, meniscos. As lesões de tecidos moles podem ser causadas basicamente por sobrecarga repetitiva (uso excessivo) ou por traumatismo direto no local.

 

Tratamento com  crioterapia

 

Como crioterapia é um tratamento amplo, pode ser feito de diversas formas. Na estética, ela pode ser aplicada com cremes  feitos com cânfora e mentol, ou bandagens frias na pele.

Nos tratamentos terapêuticos, é feito em áreas específicas e depende da lesão encontrada. Lesões malignas precisam de um congelamento mais profundo, durando de um a dois minutos, enquanto lesões benignas podem ser submetidas ao tratamento por alguns segundos apenas.

Mas, por ser um procedimento não cirúrgico, não é possível enviar material para análise laboratorial e definir com exatidão se houve cura da lesão. Por isso, a crioterapia terapêutica está mais indicada para tumores menos agressivos.

 

Crioterapia utilizada no tratamento de lesões

 

A crioterapia é uma modalidade terapêutica utilizada no tratamento de lesões musculoesqueléticas agudas.

Aplicações de bolsas de gelo para o cuidado imediato de lesões agudas, massagens com gelo, criocinética (aplicações intermitentes de frio e exercícios ativos), crioestiramento (aplicações intermitentes de frio e alongamentos de tecidos moles), banhos em água fria (turbilhão frio ou imersão em balde de gelo derretido), criocirurgia. Todas essas técnicas encontram-se sob o leque da crioterapia e estão destinadas a cumprir diversos objetivos terapêuticos. Utilizadas para traumas agudos, subagudos, reabilitação e para diminuir desconforto após exercícios.

 

Contraindicações da Crioterapia

 

Contraindicações: circulação insuficiente, doença vascular periférica, hipersensibilidade ao frio, anestesia da pele, feridas abertas ou problemas de pele, infecção, síndrome de Raynaud.

Para obtermos um benefício de qualquer modalidade terapêutica, devemos entender as necessidades específicas do indivíduo a ser tratado e a resposta fisiológica à modalidade específica.

Existem muitas respostas fisiológicas quando o frio é aplicado ao corpo, muitas são benéficas, outras são prejudiciais, durante as várias fases de uma lesão esportiva. Devendo-se, portanto, antes da aplicação pedir orientação a um profissional especializado.

 

*Com informações dos sites: Minha Saúde e Dlk Sports

 

Mais Notícias

Bursite

https://traumatologiaesportiva.com.br/bursite/

Entorse de Tornozelo

https://traumatologiaesportiva.com.br/entorse-de-tornozelo/

Artrose

https://traumatologiaesportiva.com.br/artrose-desgaste-das-articulacoes/

Dor no Ombro

https://traumatologiaesportiva.com.br/dor-no-ombro-de-atletas/

 

Veja alguns dos nossos artigos

O que Musculação, Emagrecimento, Artrose e Condropatia tem a ver?

  Muitos podem se perguntar: o que esses quatro temas têm a ver uns com os outros? Vou explicar de forma simples. A artrose, em especial do joelho, tem como um dos principais fatores de agravo o excesso de peso. Não só pelo fato de quanto maior o peso no joelho é pior, quanto pelo […]

Brasileiros e a Falta de Atividade Física

  Um estudo realizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), divulgado em 2018, apontou que o brasileiro se exercita menos do que deveria. O levantamento feito com dados coletados nos últimos 15 anos, revelou que praticamente uma em cada duas pessoas em idade adulta (47%) no país, não pratica atividades físicas suficientemente. Entre as mulheres, a ociosidade é […]

Mobilidade Articular

  A Mobilidade articular pode ser definida como a capacidade que as articulações têm de executar movimentos de pequenas e grandes amplitudes.  Em outras palavras, quando acionamos nossa musculatura, elas devem ser capazes de se mover livremente e com ampla extensão em todas as direções possíveis naturalmente. As articulações nos mantém em movimento e nos ajudam […]

Como Chegar?

Facebook
Instagram