Osteoartrite

Postado por Dr.Fábio Costa

                        Osteoartrite  acomete as articulações, caracterizada pela degeneração das cartilagens

 

Conhecida popularmente como artrose, a osteoartrite é uma patologia que acomete as articulações, caracterizada pela degeneração das cartilagens, acompanhada de alterações das estruturas ósseas vizinhas. A osteoartrite é a mais comum das doenças reumáticas: 80% a 90% das pessoas acima de 40 anos já mostram sinais de osteoartrite ao realizar um raio-X. Mulheres e homens são acometidos na mesma proporção.

Há cerca de 12 milhões de brasileiros, o equivalente a 6,3% da população adulta, com osteoartrite. A prevalência entre idosos é enorme: depois dos 65 anos, 85% apresentam evidência radiológica de osteoartrite.

Há fatores de risco além da idade e da genética, como obesidade e o estresse da repetição de movimentos, que afeta com frequência os atletas. A inflamação que ocorre com a osteoartrite não é intensa, mas contribui para os sintomas que a pessoa apresenta e para a deterioração da articulação acometida. Os seus principais sintomas incluem: inchaço, sensação de estalos nas juntas e dificuldade para movimentação. Pode acometer qualquer articulação: joelho, tornozelo, coluna, ombro, quadril, dedo, punho, cotovelo.

Causas da Osteoartrite

 

Muitos fatores podem estar envolvidos na etiologia da OA, tais como idade, predisposição genética, traumas, estresse repetitivo, algumas ocupações, obesidade, alterações na morfologia da articulação, instabilidade articular, além de alterações na bioquímica da cartilagem articular.

Embora se observe uma forte associação entre Osteoartrite-OA e idade, essa enfermidade não é, como sempre se acreditou, uma consequência natural do envelhecimento. No entanto, a cartilagem com as alterações do envelhecimento estão mais sujeitas a desenvolver osteoartrite, principalmente se existirem outros fatores etiológicos, como obesidade, desvios de curvatura de membros inferiores, entre outros.

Diagnóstico da Osteoartrite

O diagnóstico da Osteoartrite é baseado nos sintomas, nos sinais do exame físico e na avaliação dos exames de imagem das articulações. Em muitos casos, basta um bom raio-x mostrando as deformações da articulação, o desgaste nas cartilagens e a formação de osteófitos, que são calcificações que aparecem nas áreas afetadas pela doença.

Para um diagnóstico mais precoce e na fase inicial da doença, pode ser utilizada a ressonância nuclear magnética. Isso acontece, porque as alterações de imagem vão aparecer tardiamente no raio-x após 10 anos do início da doença, porém, na ressonância magnética vemos manifestações precoces da doença que só serão caracterizadas como manifestação clínica pelo paciente após anos de evolução, garantindo um diagnóstico preciso e na fase inicial da doença.

Articulações mais acometidas pela Osteoartrite

 

Mãos: afeta principalmente as juntas entre a segunda e a terceira falange, provocando abaulamentos (nódulos de Heberden);

Joelhos: pode haver derrame articular, dor e alargamento das estruturas ósseas vizinhas, com ou sem crepitação. Nas fases mais avançadas as deformidades desalinham os ossos;

Coxofemorais: a dor é sentida na virilha ou na região lateral da junta, com eventual irradiação para as nádegas ou para os joelhos.

Coluna: quando o comprometimento do disco entre as vértebras e as alterações ósseas vizinhas comprimem as raízes nervosas que emergem da coluna, surgem dor, espasmos, atrofias musculares e limitação de movimentos. Os locais mais acometidos são a coluna cervical baixa e as últimas vértebras lombares.

Tratamento da Osteoartrite

O tratamento da OA é individualizado, levando-se em conta diversos fatores, como:

  • Presença de outras doenças associadas;
  • Quais articulações estão afetadas;
  • Gravidade da doença;
  • Presença ou não de inflamação;
  • Nível de atividades que o paciente exerce.

O objetivo do tratamento é manter o bom funcionamento da articulação, com a redução da sobrecarga e da dor.

Tratamento não medicamentoso: Repouso, perda e peso, fisioterapia e prática de atividade física, órteses, vitaminas, aplicação de calor, aplicação de frio e estimulação elétrica nervosa transcutânea.

Os medicamentos são elementos importantes no tratamento da OA, sendo que vários tipos podem ser utilizados. São eles: analgésicos, antiinflamatórios, injeção intra-articular, Colchicina e Hidroxicloroquina.

Cirurgia- A cirurgia é realizada nos indivíduos com quadros muito graves, com limitação dos movimentos da articulação, que não respondem ao tratamento não cirúrgico. Deve ser realizada antes que complicações como a atrofia muscular e as deformidades da articulação se desenvolvam.

 

*Com informações dos sites: G1 , Cuidados pela vida, Drauzio Varella,Medicina Net, Diário Online e Boa Saúde.

 

Mais Notícias

 

Artrite Reumatoide

https://traumatologiaesportiva.com.br/artrite-reumatoide/

PRP

https://traumatologiaesportiva.com.br/prp-a-revolucao-do-tratamento-em-traumatologia-e-ortopedia/

Lesões

https://traumatologiaesportiva.com.br/lesoes/

A idade dos Joelhos

https://traumatologiaesportiva.com.br/a-idade-dos-joelhos/

 

Veja alguns dos nossos artigos

Infiltração Medicamentosa

  A infiltração Medicamentosa consiste em aplicar uma injeção com medicamentos corticoides, anestésicos ou ácido hialurônico para tratar lesões, inflamações ou reduzir a dor. Este procedimento é feito, na maioria das vezes, em articulações como joelho, coluna, quadril, ombro ou pé, apesar de também poder ser feito em músculos ou tendões. O objetivo da infiltração é tratar a doença no local […]

Osteoartrite

  Conhecida popularmente como artrose, a osteoartrite é uma patologia que acomete as articulações, caracterizada pela degeneração das cartilagens, acompanhada de alterações das estruturas ósseas vizinhas. A osteoartrite é a mais comum das doenças reumáticas: 80% a 90% das pessoas acima de 40 anos já mostram sinais de osteoartrite ao realizar um raio-X. Mulheres e homens são […]

Osteoporose

  A osteoporose, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é considerada como um dos maiores problemas de saúde no mundo. É uma doença esquelética caracterizada por diminuição da massa óssea e deterioração dos ossos, com consequente aumento da sua fragilidade e suscetibilidade à fratura. A Osteoporose acomete ambos os sexos, no entanto, é mais comum […]

Como Chegar?

Facebook
Instagram